15 hábitos para melhorar sua imunidade

0
30


Anúncio

Com uma grande quantidade de células, o sistema imunológico tem como função proteger o corpo de bactérias, vírus, doenças e outras coisas que afetam o corpo de uma forma ruim. Ele é a principal arma do nosso organismo para nos manter saudáveis (quando cuidado da maneira certa). Para que você possa evitar transtornos como resfriados e infecções constantes ou problemas de pele, cabelos fracos, fadiga ou cansaço (sintomas que podem estar entrelaçados com a imunidade baixa), separamos 15 hábitos para melhorar sua imunidade que podem ser mega uteis (principalmente em tempos de pandemia).

 

HÁBITOS PARA MELHORAR SUA IMUNIDADE

  1. Cuidado com os excessos

O equilíbrio é a chave para (quase) tudo nessa vida. Arthur Feltrin, médico especialista em Longevidade Saudável afirma “A prática excessiva de atividades físicas pode levar a uma queda na imunidade. Excesso no álcool, falta de sono, má alimentação, estresse, isso causa uma rotina desequilibrada que acaba ocasionando em uma má qualidade de estímulos.”

2. Exercite-se

Segundo Paulo Gentil, doutorado em ed. física e fundador da plataforma PERSON@LL, alguns exercícios eficazes são:

  • uma caminhada de meia hora em um ritmo moderado;
  • treinos de musculação com mais carga e poucas repetições (4 a 6) e intervalos mais longos entre as séries (2 a 3 min);
  • tiros bem curtinhos (10 seg ou menos) com descanso de pelo menos 8 vezes o tempo que passou em atividade.

Treinos muito longos ou exaustivos e que geram elevado estresse metabólico deprimem a imunidade; enquanto os mais curtos, a estimulam

“O que sabemos é que treinos muito longos ou exaustivos e que geram elevado estresse metabólico deprimem a imunidade; enquanto os mais curtos, a estimulam. Então, a orientação é fazer treinos de menos de 45 minutos e que não deixem você com aquela sensação de queimação nos músculos e tampouco ofegante.”

3.  Evite a autoinoculação 

GettyImages-80113310 15 hábitos para melhorar sua imunidade
Roy Hsu/Getty Images

Ou seja, ato de levar as mãos aos olhos, nariz e boca. “O vírus entra no corpo pelas mucosas, por isso falamos de Zona T. Você faz um T na horizontal do seu rosto passando pelos dois olhos, e na vertical você passa pelo nariz e boca. Essa é a porta de entrada para o vírus. Se você não tiver contato com o vírus nessa região, você não se contamina. Quando uma pessoa respira perto de uma outra pessoa infectada, o vírus vem transmitindo por partículas no ar e entrando pelas mucosas. O vírus vive mais tempo em algumas superfícies sólidas do que no ar. No ar ele vai se precipitar ficando poucos minutos. Já nas superfícies sólidas, ele pode ficar por horas ou dias. Se você colocar a mão nessa superfície contaminada e coçar o olho, o nariz ou colocar a mão na boca, você pode acabar se infectando. Isso é a auto inoculação. Por isso, é importante limpar essas superfícies, os objetos, usar o álcool 70, lavar as mãos e até usar máscara”, diz Paulo.

4. Hidrate-se!

“O primeiro passo para fortalecer nossa imunidade é numa boa hidratação. A ingestão diária de água deve ser calculada de 35-40ml por kg de peso, chegando ao ideal para manter o corpo saudável”, recomenda Ranay Tavares, nutricionista.

5. Fique de olho na sua alimentação 

Uma alimentação variada e saudável, rica em frutas,  legumes e verduras e proteínas magras em quantidade adequada também contribuem para fortalecer o sistema imune

“O corpo humano possui diversos mecanismos para se proteger de eventuais ataques de vírus, bactérias e micróbios que podem causar doenças. Os chamados anticorpos são parte do nosso sistema imune e, sem eles, sofreríamos muito mais com qualquer tipo de infecção. Todos os alimentos que consumimos e as condições às quais submetemos o nosso corpo podem melhorar ou prejudicar a nossa imunidade. Uma alimentação variada e saudável, rica em frutas,  legumes e verduras e proteínas magras em quantidade adequada também contribuem para fortalecer o sistema imune”, diz Ranay Tavares, nutricionista.

6. Invista no magnésio

“Magnésio é um mineral que exerce importante papel no fortalecimento do sistema imunológico. Principalmente  quando associado à outros micronutrientes, como: zinco, vitamina D e vitamina C.  Os principais alimentos fonte de magnésio são: salmão, sardinha, abacate, oleaginosas, semente de abóbora e as leguminosas (feijão, grão de bico, lentilha, ervilha)”, comenta Luiza Lara, nutricionista.

7. Cuidado com os industrializados 

“Tudo o que não for considerado ‘comida de verdade’, se consumido com grande regularidade, pode comprometer nossas células de defesa e assim, prejudicar o sistema imunológico. Portanto, deve-se evitar alimentos embutidos e ultraprocessados (salsicha, linguiça, presunto, peito de peru, mortadela..), açúcar e farinhas refinadas (pães, bolos, biscoitos, doces), frituras.”

8. Cuide de suas emoções

“Se controlarmos melhor o nível de estresse e ansiedade que depositamos nos eventos , melhor será para nosso sistema imunológico. A ideia principal aqui è estar atento a quantidade de energia que coloco a disposição para realizar uma tarefa ou como reação a um determinado evento.”

Continua após a publicidade

Diz a Dra. Carla Guth, psicóloga.

9. Permita-se ser mais flexível diante das tarefas, eventos e pressões do dia a dia. 

Quando a pressão das tarefas diárias for pesada demais, respire fundo e pense “qual é a minha meta para hoje?”; “o que preciso fazer hoje?” Muitas vezes podemos perceber que algumas tarefas, podem sim, ser deixadas para depois.

10.  Faça pausas

“Faça-as entre as atividades, de forma que saia do automático e passe a focar no que está fazendo e como está reagindo frente a determinado evento. ” Diz a Dra. Carla Guth, psicóloga

11. Cuide dos seus pensamentos e do que sente sobre eles.

“Lembre-se que o estresse e ansiedade levaram nosso organismo a responder quimicamente”, diz Carla Guth, psicóloga. “Cuide das suas atitudes frente a situações, esteja atendo ao imediatismo”.

12. Vitamina D, por favor! 

GettyImages-80113310 15 hábitos para melhorar sua imunidade
daoudi aissa/ Unsplash/Reprodução

Tome sol diariamente, se possível. Pois a Vitamina D é um fator importante para nossa imunidade.

13. Cuide do seu sono

“O estresse pode ser desencadeado por condições desfavoráveis em qualquer campo da vida além de levar a consequências físicas e emocionais. Ele leva a uma produção excessiva de cortisol que pode prejudicar a imunidade. Uma das atitudes frente ao estresse é a qualidade do sono, manter-se longe das telas antes de deitar, apostar em um ambiente escutei e tranquilo. Exercícios de respiração também podem ajudar”, diz Lívia Beraldo de Lima Basseres, psiquiatra e mestre em psiquiatria pelo Instituto de Psiquiatria pela Universidade de São Paulo.

14. Perceba seu corpo diariamente

“Note como reage aos alimentos, se está evacuando diariamente, se tem dores recorrentes. Observe-se e adapte-se para evitar as coisas que estão te fazendo mal”, diz Carla

15. Peça ajuda quando precisar.

Não, você não precisa passar por tudo sozinho. Ter uma boa rede de amigos e familiares próximos para te ajudar em momentos difíceis com apoio emocional pode sim ajudar a sua saúde e consequentemente, sua imunidade.

“Atitudes simples e saudáveis no dia a dia, como tomar muita água, ter uma alimentação saudável contendo carboidratos, proteínas, vitaminas, sais minerais e gordura. A prática de exercício é uma das melhores saídas para a imunidade melhorar, fazer exercícios principalmente ao ar livre é uma ótima tática. Levar uma vida mais tranquila, sem estresse, com sono de qualidade, faz parte do conjunto de bem-estar que é necessário para a imunidade estar em dia”, aconselha Arthur.

 

  • Continua após a publicidade



  • Fonte do Artigo
    Tag:
    #emagrecimento #dieta #emagrecer #fitness #saude #vidasaudavel #reeduca #nutricao #fit #foco #alimentacaosaudavel #lowcarb #treino #oalimentar #gym #academia #emagrecercomsaude #nutricao #dietasemsofrer #comidadeverdade #foconadieta #alimenta #perderpeso #qualidadedevida #hipertrofia

    Anúncio

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here