Beterraba Prende ou Solta o Intestino?

0


Anúncio

Pode ser que nem todo mundo ame comer beterraba, entretanto, uma coisa que não podemos negar é que ela é um alimento saudável.

Com um teor de 87% de água, o vegetal é fonte de uma série de nutrientes importantes para o nosso organismo funcionar corretamente como fibras, potássio, ferro, magnésio, fósforo, manganês,  vitamina B6, vitamina B9 (ácido fólico/folato) e vitamina C.

Tanto que a beterraba já foi associada a benefícios como o auxílio ao controle da pressão arterial, o fornecimento de efeito antioxidante, a ajuda à performance atlética e o suporte à saúde do cérebro.

Mas você já parou para pensar em qual efeito as beterrabas podem provocar ao nosso intestino e ao sistema digestivo?

Será que a beterraba prende ou solta o intestino?

A beterraba prende o intestino, a beterraba solta o intestino ou ela pode provocar tanto um efeito quanto o outro?

Pois bem, em seu artigo, a nutricionista Daisy Coyle informou que
a beterraba funciona como uma boa fonte de fibras e que o alimento fornece 3,4
g do nutriente em uma porção correspondente a uma xícara.

“A fibra desvia da digestão e desce para o cólon, onde ela alimenta as bactérias do bem do intestino ou adiciona volume às fezes. Isso pode promover a saúde digestiva, manter a regularidade intestinal e prevenir condições como prisão de ventre, doença inflamatória intestinal e diverticulite”, explicou a nutricionista.

Fibras solúveis e fibras insolúveis

Quando analisamos se a beterraba prende ou solta o intestino, também é importante que se conheça que tipo de fibra está presente em sua composição.

Pois bem, as beterrabas são compostas tanto pelas fibras solúveis quanto pelas fibras insolúveis.

As fibras insolúveis promovem o movimento de material no sistema digestivo e aumentam o volume das fezes, o que pode auxiliar quem sofre com o intestino preso ou com as fezes irregulares.

Ou seja, as fibras insolúveis podem melhorar a prisão de ventre e comer bastante deste tipo de fibra ajuda a manter a regularidade intestinal.

Por sua vez, as fibras solúveis são conhecidas por absorver água enquanto passam pelo sistema digestivo, o que ajuda a dar volume às fezes e proteger com a prisão de ventre e a diarreia.

Cuidados exigidos pelo consumo de fibras

Como vimos, a ingestão de fibras é benéfica para o nosso sistema digestivo, porém, ela também exige alguns cuidados. E ao analisarmos se a beterraba prende ou solta o intestino, não podemos deixar de abordar quais são esses cuidados necessários.

A mestra em fisioterapia e graduada do Instituto de Nutrição Integrativa, dos Estados Unidos, Jennifer Andrews, alertou que é necessário aumentar lentamente a ingestão de alimentos fibrosos. Isso é especialmente importante para pessoas que não estão acostumadas com o consumo de muitas fibras.

“Os alimentos fibrosos podem causar o intestino preso ou problemas digestivos como inchaço ou flatulência se forem introduzidos rapidamente na dieta. Dê tempo ao seu corpo para se acostumar com alimentos ricos em fibras que adicionam volume aos materiais residuais e enchem mais rapidamente”, explicou a articulista.

Ou seja, é necessário aumentar
gradualmente a ingestão de fibras na dieta porque as bactérias intestinais que
decompõem parte das fibras precisam de tempo para se acostumar com esse
crescimento na ingestão do nutriente.

Já quando esse aumento acontece todo de
uma vez, corre-se o risco de sofrer com problemas intestinais.

A fibra necessita de água para passar pelo sistema digestivo e formar as fezes, e quando uma pessoa consome mais fibras mas não ingere uma quantidade suficiente de água, pode ocorrer o agravamento de um quadro de intestino preso e ela ainda pode sofrer com dor abdominal.

Além disso, a ingestão de fibras sem a presença da água pode resultar no ressecamento do intestino.

O excesso de fibras na alimentação

Conforme
informações da Academia Nacional de Medicina dos Estados Unidos, replicadas
pelo Instituto Linus Pauling da Universidade Estadual de Oregon, esses são os
teores diários de fibras que devem ser consumidos ao longo de um dia, conforme
idade e sexo:

  • Crianças
    (meninas e meninos) de um a três anos de idade:
    19 g por dia;
  • Crianças
    (meninas e meninos) de quatro a oito anos de idade:
    25 g por dia;
  • Meninas
    de nove a 13 anos de idade:
    26 g por dia;
  • Meninos
    de nove a 13 anos de idade:
    31 g por dia;
  • Meninas
    de 14 a 18 anos de idade:
    26
    g por dia;
  • Meninos
    de 14 a 18 anos de idade:
    38
    g por dia;
  • Mulheres
    de 19 a 50 anos de idade:
    25
    g por dia;
  • Homens
    de 19 a 50 anos de idade:
    38
    g por dia;
  • Mulheres
    com mais de 51 anos de idade:
    21 g por dia;
  • Homens
    com mais de 51 anos de idade:
    30 g por dia;
  • Grávidas
    de todas as idades:
    28
    g por dia;
  • Mulheres
    que estejam amamentando de todas as idades:
    29 g por dia.

Quando
as fibras alimentares são ingeridas de maneira excessiva, elas podem provocar
fezes moles, movimentos intestinais frequentes e diarreia.

Isso acontece por conta da necessidade que o corpo tem de puxar água para passar a fibra para fora do corpo, o que resulta na diarreia, condição que também pode vir acompanhada de uma desidratação.

Consumir
uma quantidade de fibras mais elevada do que a recomendada por dia em um curto
espaço de tempo pode causar o intestino preso, além de outros problemas como
inchaço, gases, cólica e o prejuízo à absorção de minerais como ferro, zinco,
magnésio e cálcio.

Os
3,4 g de fibras encontradas em uma xícara de beterraba podem parecer pouco para
ultrapassar os limites diários apresentados acima.

Entretanto, precisamos levar em consideração que a beterraba não é o único alimento da nossa dieta que serve como fonte do nutriente e que se ela for consumida de maneira exagerada, ao lado de outras fontes de fibras, é possível sim aproximar-se ou até mesmo atingir esses valores.

FODMAPs

Você sabe que nome estranho é esse? Ele representa os frutanos, carboidratos de cadeia curta, que são encontrados na composição da beterraba e podem provocar sintomas digestivos desagradáveis, esclareceu a mestra em nutrição humana Adda Bjardanottir.

“Algumas pessoas não podem digerir esses FODMAPs, causando esses sintomas digestivos desagradáveis. Os FODMAPs podem provocar perturbação digestiva em indivíduos sensíveis, como aqueles que sofrem com a síndrome do intestino irritável”, completou a mestra em nutrição humana.

Em outro artigo publicado, o pesquisador da área de nutrição, que também tem um diploma de bacharel em medicina, Kris Gunnars afirmou que pesquisas já mostraram fortes associações entre sintomas digestivos como gases, dor de estômago, diarreia e prisão de ventre.

Atenção

Tudo o que escrevemos aqui serve apenas
como informação e jamais pode substituir a orientação e prescrição de um médico
ou nutricionista.

Se você sofre com o intestino preso, o
intestino solto ou outro tipo de problema digestivo, principalmente que não melhora
mesmo com uma alimentação saudável composta por níveis apropriados de fibras,
consulte o médico para saber a origem do problema e/ou se ele não pode ser
sintoma de alguma doença.

Referências Adicionais:

Você já tinha ouvido falar que a beterraba prende ou solta o intestino? Tem costume de consumir a beterraba com que frequência e de que formas na dieta? Comente abaixo!

rating_on Beterraba Prende ou Solta o Intestino?rating_on Beterraba Prende ou Solta o Intestino?rating_on Beterraba Prende ou Solta o Intestino?rating_on Beterraba Prende ou Solta o Intestino?rating_on Beterraba Prende ou Solta o Intestino? (2 votos, média: 5,00 de 5)
rating_on Beterraba Prende ou Solta o Intestino?Loading…





Fonte do Artigo

Anúncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here