Gota: o que é, causas, sintomas e tratamento

0
39


A gota ou artrite gotosa, chamada popularmente de reumatismo nos pés, é uma doença inflamatória causada pelo excesso de ácido úrico no sangue que causa muita dor nas articulações. Os sintomas incluem o inchaço, a vermelhidão e a dor ao movimentar uma articulação, sendo que a mais afetada, geralmente, é a do dedão do pé, que fica dolorido, principalmente ao caminhar.

As crises da gota têm cura, e o que se pode fazer é melhorar a alimentação para reduzir os níveis de ácido úrico no sangue e o uso de medicamentos anti-inflamatórios para controlar a dor e a inflamação, como o Ibuprofeno, o Naproxeno ou a Colchicina. No entanto, é importante controlar os níveis de ácido úrico no sangue para evitar que aconteçam crises de gota e que surjam complicações que são irreversíveis, como deformações nas articulações.

Para controlar os níveis de ácido úrico no sangue, o reumatologista pode indicar o uso de remédios para bloquear a produção de ácido úrico, como o Alopurinol, ou remédios para ajudar os rins a eliminar o ácido úrico pela urina, como a Probenecida.

Principais sintomas

Os sintomas de gota surgem como consequência da deposição de cristais de ácido úrico nas articulações, resultando em dor intensa na articulação que dura alguns dias e que piora com o movimento, além de aumento da temperatura local e vermelhidão.

A dor intensa na articulação, geralmente, dura cerca de 12 a 24 horas, no entanto, após a dor a pessoa pode sentir desconforto na articulação afetada, principalmente ao mover, que pode durar alguns dias a semanas, principalmente no caso da gota não ser devidamente tratada.

Anúncio
Liberdade Financeira de Verdade!

Saiba reconhecer os sintomas de gota.

Causas da gota

A gota acontece como consequência da hiperuricemia, que corresponde ao aumento da quantidade de ácido úrico no sangue, que pode acontecer tanto devido ao aumento da produção de ácido úrico como também por deficiência da eliminação dessa substância. Outras causas de gota são:

  • Ingestão inadequada de medicamentos;
  • Uso exagerado de diuréticos;
  • Abuso do álcool;
  • Consumo exagerado de alimentos ricos em proteínas, como as carnes vermelhas, miúdos, frutos do mar e leguminosas, como ervilhas, feijão ou lentilha;
  • Diabetes;
  • Hipertensão arterial não controlada;
  • Arteriosclerose.

Devido às grandes quantidades de ácido úrico circulantes, há deposição de cristais de urato monossódico, que é a forma sólida do ácido úrico, nas articulações, principalmente dedão no pé, tornozelo e joelhos.

A ocorrência da gota é mais comum em pessoas com sobrepeso ou obesas, que possuem vida sedentária e que são portadores de doenças crônicas que não estão sendo muito bem controladas. Além disso, a gota é mais comum de acontecer em homens entre 40 e 50 anos e mulheres após a menopausa, geralmente a partir dos 60 anos.

Como é feito o tratamento

O tratamento para as crises de gota envolve remédios anti-inflamatórios que devem ser recomendados pelo médico, como Ibuprofeno ou Naproxeno, por exemplo, para aliviar a dor e a inflamação da articulação. Outro remédio anti-inflamatório muito utilizado para controlar a dor e a inflamação é a Colchicina, que atua também ao nível do ácido úrico.

Os remédios corticoides, como a Prednisona, também podem ser usados para tratar a dor e a inflamação da articulação, no entanto esses remédios só são utilizados quando a pessoa não pode tomar os outros anti-inflamatórios ou quando estes não possuem o efeito desejado.

Além destes remédios, o reumatologista também pode prescrever remédios para controlar os níveis de ácido úrico no sangue para evitar novas crises e prevenir complicações, como o Alopurinol ou a Probenecida. Veja mais sobre o tratamento para gota.

É importante também mudar os hábitos alimentares, uma vez que pode influenciar diretamente na quantidade de ácido úrico circulante e, consequentemente, na deposição de cristais na articulação, e tratar doenças de base que também pode favorecer a ocorrência da gota quando não tratadas, como hipertensão e diabetes, por exemplo.

Como deve ser a alimentação

Para aliviar os sintomas de gota e evitar novas crises, é importante alterar os hábitos alimentares para que os níveis de ácido úrico sejam regularizados. Desta forma, a pessoa deve diminuir ou evitar a ingestão de alimentos ricos em proteínas, como queijo, lentilhas, soja, carnes vermelhas ou frutos do mar, pois eles aumentam os níveis de ácido úrico no sangue e ingerir cerca de 2 a 4 litros de água por dia, pois a água ajuda a remover o excesso de ácido úrico pela urina.

Saiba quais os alimentos que deve ou não comer na gota no vídeo a seguir:

Alimentação para GOTA

376 mil visualizações





Fonte do Artigo
Tag:
#emagrecimento #dieta #emagrecer #fitness #saude #vidasaudavel #reeduca #nutricao #fit #foco #alimentacaosaudavel #lowcarb #treino #oalimentar #gym #academia #emagrecercomsaude #nutricao #dietasemsofrer #comidadeverdade #foconadieta #alimenta #perderpeso #qualidadedevida #hipertrofia

Anúncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here