Sintomas de IST no homem

756

As infecções sexualmente transmissíveis (IST), anteriormente conhecidas como doenças sexualmente transmissíveis (DST), normalmente causam sintomas como coceira e secreção no pênis, aparecimento de feridas na região íntima ou ardor ao urinar.

Para identificar este tipo de infecção e prevenir complicações, é importante que homens com vida sexual ativa consultem o urologista pelo menos 1 vez ao ano, para que seja possível fazer uma avaliação do sistema reprodutor e, assim, possíveis doenças sejam tratadas rapidamente.

Por serem infecções transmitidas por via sexual, é importante que tanto o homem afetado como sua parceira ou parceiro sejam também tratados, para que a pessoa não volte a pegar a doença. Além disso, para evitar essas infecções, é importante ter relações sexuais protegidas com o uso de preservativo. Veja como colocar a camisinha masculina corretamente.

Anúncio

Sintomas de IST nos homens

Os principais sintomas indicativos de infecção sexualmente transmissível nos homens são:

1. Coceira

A coceira é muito frequente em IST’s como o herpes genital, a proctite ou a pediculose pubiana e está, normalmente, associada a infecções.

O herpes genital é uma infecção localizada na zona genital que, além da coceira, também pode provocar sintomas como vermelhidão, dor ou ardor e bolhas, que depois passam a ser feridas.

Já a proctite é uma inflamação do reto e do ânus, que pode ser causada por infecções, e a pediculose pubiana, uma infecção causada por um parasita conhecido popularmente como “chato” e que, além da coceira, pode causar feridas e corrimento. Saiba mais sobre os chatos e principais sintomas

2. Vermelhidão

A vermelhidão na pele é um sintoma comum em infecções como o herpes genital, o HIV, a infecção por citomegalovírus ou a pediculose pubiana.

O HIV é um vírus que destrói o sistema imunitário da pessoa e, embora numa fase inicial a pessoa possa não apresentar sintomas, um dos sintomas provocados pela infecção é a vermelhidão em lesões de pele, que pode estar associada a outros sintomas como cansaço, perda de peso, febre e ínguas doloridas.

A vermelhidão também pode ser um sintoma da infecção por citomegalovírus, que pode apresentar outros sintomas como febre e pele e olhos amarelos, no entanto o desenvolvimento da infecção acontece na maioria das vezes quando o sistema imunológico está mais enfraquecido. Saiba mais sobre a infecção pelo citomegalovírus.

3. Dor

A dor causada pelas infecções sexualmente transmissíveis depende do local onde a infecção se manifesta. O herpes genital causa, normalmente, dor no pênis, a gonorreia e a infecção genital por clamídia, causam dor nos testículos e a proctite provoca dor no reto.

A gonorreia e a infeção por clamídia são infecções causadas por bactérias e apresentam outros sintomas como corrimento e dor ou queimação ao urinar.

4. Bolhas

As bolhas, ou vesículas, podem aparecer em infecções como o herpes genital, o molusco contagioso, o HPV, o linfogranuloma venéreo ou a pediculose pubiana.

O molusco contagioso é uma infecção viral que causa bolhas rosadas ou de coloração branco pérola. Por outro lado, o linfogranuloma venéreo é caracterizado por ser uma infecção bacteriana que provoca bolhas que depois evoluem para feridas.

As bolhas que surgem no HPV são conhecidas como verrugas e apresentam forma semelhante a uma pequena couve-flor. Conheça outros sintomas de HPV no homem e como se pega.

5. Feridas no órgão genital

As feridas nos órgãos genitais são comuns em infecções como o herpes genital, o HPV, a sífilis, o linfogranuloma venéreo, a proctite e a pediculose pubiana, mas também podem estar presentes na boca ou na garganta caso tenha havido contato dessas regiões com as secreções da parceira ou parceiro infectado.

A sífilis é uma infecção causada por uma bactéria, que leva ao aparecimento de feridas no pênis, região escrotal e virilha, em alguns casos, e que pode levar ao aparecimento de outros sintomas como cansaço, febre e ínguas doloridas. Veja mais sobre o que é a sífilis e os principais sintomas.

6. Corrimento

A presença de corrimento também pode ser indicativa de IST ‘s, principalmente de infecções como gonorreia, clamídia, proctite ou tricomoníase.

No caso da gonorreia, pode ser notada a presença de corrimento amarelado parecido com pus e, caso tenha havido contato oral ou anal com a pessoa infetada, podem surgir dor na garganta e inflamação no ânus, por exemplo.

A tricomoníase é uma IST provocada por um protozoário, o Trichomonas sp., e que pode causar, além do corrimento, dor e ardor ao urinar e coceira no pênis. Saiba mais sobre a tricomoníase.

7. Dor ou queimação ao urinar

A sensação de dor ou queimação ao urinar normalmente é sintoma de uma infecção urinária, mas também podem ser indicativos de doenças sexualmente transmissíveis, como gonorreia, clamídia ou tricomoníase.

Este tipo de sintoma também pode ser associado à infecção por herpes genital, mas isso normalmente acontece quando as bolhas se encontram próximas da uretra. Também é comum haver dor ou ardor ao defecar na presença de uma infecção por herpes genital, caso as bolhas se encontrem próximas no ânus.

8. Cansaço excessivo

Nem sempre os sintomas de IST’s estão relacionados a alterações na região genital, como é o caso da infecção pelo HIV, da hepatite B e da sífilis, em que um dos principais sintomas é o cansaço excessivo e sem causa aparente.

O HIV é uma doença que afeta o sistema imune e, por isso, podem surgir outras doenças uma vez que a proteção imunológico se encontra baixa. A hepatite B, apesar de ser adquirida através da relação sexual desprotegida, tem como principal consequência o dano ao fígado, aumentando o risco de cirrose e câncer hepático.

9. Feridas na boca

As feridas na boca podem surgir se existir contato entre a boca e as secreções da região infectada da parceira ou parceiro infectado. Além das feridas na boca, podem surgir outros sintomas como dor de garganta, placas esbranquiçadas nas bochechas, gengivas e garganta.

10. Febre

A febre é uma defesa normal do corpo e, por isso, é o principal sintoma associado a qualquer tipo de infecção, incluindo as infecções sexualmente transmissíveis como o HIV, a hepatite B, a infecção por citomegalovírus ou a sífilis.

A febre pode ser alta, mas em muitos casos, as IST’s causam uma febre baixa constante, que pode ser confundida com uma gripe ou resfriado, por exemplo.

11. Icterícia

A icterícia é um sintoma caracterizado pela pele e olhos amarelos, que acontece em IST’s como a hepatite B e a infecção por citomegalovírus. Entenda o que causa icterícia e como tratar.

12. Ínguas doloridas

A presença de ínguas doloridas, assim como a febre, é outro sintoma muito comum que indica a presença de algum tipo de infecção no corpo, como as IST’s, por exemplo a sífilis ou o HIV.

Na sífilis, o local onde as ínguas normalmente aparecem é a virilha, no entanto, o HIV pode provocar o aumento dos gânglios linfáticos em vários locais do corpo.

O que fazer em caso de suspeita

Na suspeita de IST, é importante que o urologista, infectologista ou clínico geral seja consultado, pois assim é possível que seja feito o diagnóstico, que é realizado a partir da análise dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa, além de exame físico, em que é feita uma observação da região genital masculina.

No entanto, para confirmar o diagnóstico de IST e identificar o agente infeccioso, podem ser solicitados alguns exames de acordo com a suspeita do médico, podendo ser indicada a realização de exame de sangue, como o hemograma, dosagem de proteína C reativa e pesquisa do agente infeccioso no sangue, como o vírus HIV, por exemplo. Além disso, podem ser solicitados exames sorológicos, que também são realizados com uma amostra de sangue, para verificar a presença de antígenos ou anticorpos, sendo útil no diagnóstico das doenças causadas por vírus e bactérias.

Além de exames de sangue, pode ser também solicitada a realização da análise do corrimento peniano, em que é feita a coleta de uma amostra do corrimento/ secreção, que é analisada no laboratório e ajuda a identificar o agente infeccioso responsável pela IST. No caso de suspeita de infecção pelo Trichomonas sp., por exemplo, o exame de urina também pode ser útil, já que esse parasita pode ser identificado na urina.

Tratamento para IST

O tratamento para IST pode variar de acordo com o tipo de infecção. No caso de infecções causados por vírus, pode ser recomendado o uso de medicamentos antivirais para combater o agente infeccioso e, assim, aliviar os sintomas. Em alguns casos, principalmente quando a infecção compromete o sistema imunológico, pode ser também indicado o uso de antibióticos como forma de prevenir infecções secundárias.

No caso das infecções causadas por bactérias, o tratamento recomendado pelo médico é com antibióticos, que podem variar de acordo com a bactéria relacionada com a infecção. Já no caso de pediculose pubiana, por exemplo, pode ser indicado o uso de medicamentos antiparasitários em forma de pomada ou cremes.

Além disso, durante o tratamento, é recomendado evitar relações sexuais, além de ser de extrema importância fazer o tratamento conforme a orientação do médico, mesmo que não existam mais sintomas aparentes.

Confira no vídeo a seguir uma conversa com o Dr. Dráuzio Varella sobre as principais infecções sexualmente transmissíveis e o que fazer para prevenir e curar a infecção:

Fonte do Artigo

Anúncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here