Tratamento de terapia genética promete cura de câncer no Brasil

123


Está ainda em fase de estudos uma técnica de terapia genética, também conhecida por terapia gênica, que promete a cura de dois tipos de câncer: o linfoma e a leucemia linfoide aguda.

Esta técnica foi aplicada pela primeira vez em 2012, nos Estados Unidos, e foi usada mais recentemente em Outubro de 2019, em um paciente com linfoma não Hodgkin de alto risco, em fase terminal, tendo tido ótimos resultados.

Anúncio

A terapia genética para a cura destes tipos de câncer vai ser experimentada em mais pacientes, para testar questões de eficácia e segurança, para depois poder ser aprovado pela Anvisa e incorporado no SUS.

loading-dots-article Tratamento de terapia genética promete cura de câncer no Brasil

Como funciona a técnica genética

A técnica de terapia genética utilizada para tratar o linfoma foi a técnica designada por Car T-Cell, que consiste na recolha de células T do paciente, um tipo de glóbulos brancos responsáveis por defender o organismo, que são alteradas geneticamente para reconhecer especificamente as células com câncer. Estas células modificadas geneticamente, são multiplicadas em laboratório e são depois reinseridas no organismo do paciente.

Depois, já dentro do organismo, estas células reconhecem e ligam-se às células cancerosas, destruindo-as. Durante o processo, a pessoa tem que ficar isolada num lugar específico, no hospital, de forma a ficar protegida de qualquer infecção, isto porque a imunidade fica comprometida.

Os resultados deste método devem ser avaliados cerca de 3 meses após a aplicação e, para ser considerada curada, a pessoa não deve apresentar células cancerosas por 5 anos.

Saiba mais sobre a terapia gênica e em que outras situações pode ser aplicada.

Quando vai estar disponível

Embora esta técnica já seja usada nos Estados Unidos, prevê-se que, no Brasil, sejam necessários cerca de dois anos de estudos com um maior número de pacientes, que permitam testar a eficácia e segurança do tratamento, para então ser avaliado pela Anvisa e poder ser liberado no país.

Porém, por uma questão de orçamento, não se sabe se este tratamento estará disponível no  SUS, de forma a ser acessível a todos os pacientes.





Fonte do Artigo
Tag:
#emagrecimento #dieta #emagrecer #fitness #saude #vidasaudavel #reeduca #nutricao #fit #foco #alimentacaosaudavel #lowcarb #treino #oalimentar #gym #academia #emagrecercomsaude #nutricao #dietasemsofrer #comidadeverdade #foconadieta #alimenta #perderpeso #qualidadedevida #hipertrofia

Anúncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here