9 Principais Causas da Infecção Urinária – Cuidados e Dicas

0
1355


Praticamente todo mundo já sofreu de uma infecção urinária ao longo da vida. Esse tipo de infecção é bastante comum, principalmente em mulheres. Segundo a National Kidney Foundation, 1 em cada 5 mulheres apresenta infecção urinária em algum momento.

Se alguns cuidados não forem
tomados, a infecção urinária pode se tornar um problema de saúde recorrente e
podem surgir inclusive complicações. Mas você sabe quais são as suas causas?

Assim, além de discutir as causas da
infecção urinária, vamos indicar alguns cuidados e dicas para que você possa se
prevenir melhor e evitar a recorrência dessa infecção que causa tanta dor e
desconforto.

Infecção urinária

A infecção urinária, conhecida também como infecção do trato urinário, é uma infecção que pode afetar qualquer parte do sistema urinário, incluindo a uretra, a bexiga, os ureteres e os rins. No entanto, a maior parte das infecções relatadas afetam apenas a bexiga e a uretra.

Mais comum em mulheres do que em
homens, a infecção urinária pode causar sintomas como:

Anúncio
Liberdade Financeira de Verdade!
  • Sensação de ardência ao urinar;
  • Muita vontade de urinar e com alta
    frequência;
  • Urina turva;
  • Dor ao urinar;
  • Cheiro forte na urina;
  • Dor pélvica nas mulheres;
  • Urina com sinais de sangue.

Se a infecção se espalhar, também podem surgir sintomas como dor persistente no meio das costas, sinal de que a infecção foi parar nos rins. O indivíduo provavelmente vai sentir calafrios, febre, náusea e vômitos. Quando chega nesse ponto, a infecção se torna uma emergência médica, pois o funcionamento dos rins pode ser muito prejudicado.

Normalmente, uma infecção urinária é
facilmente tratada com o uso de antibióticos prescritos. Infelizmente, quem
sofre de infecção urinária geralmente contrai novas infecções, o que exige o
uso de antibióticos novamente.

No entanto, o uso frequente de antibióticos não é bom, já que isso pode criar bactérias super-resistentes que não responderão mais ao tratamento, tornando necessário sempre o uso de doses maiores ou de remédios mais fortes.

Para evitar esse problema, há algumas medidas de precaução que podem ser tomadas para evitar a reincidência da infecção.

Principais causas da infecção urinária

Basicamente, uma infecção urinária se desenvolve por causa de uma bactéria, mas existem varias formas através das quais você pode contrair esse micro-organismo.

Por isso, separamos os principais modos pelos quais uma infecção urinária pode surgir:

1. Infecção da uretra

A uretrite ocorre quando bactérias
do trato gastrointestinal se espalham do ânus para a uretra. Além disso, como a
uretra da mulher está bem próxima da vagina, infecções sexualmente
transmissíveis como a gonorreia, a herpes, o micoplasma e a clamídia podem
causar uretrite.

2. Constipação ou diarreia

A prisão de ventre dificulta o
esvaziamento total da bexiga e isso pode fazer com que algumas bactérias fiquem
sem conseguir sair. Desta forma, elas se proliferam e causam a infecção.

A diarreia, por sua vez, também pode aumentar o risco de uma infecção urinária, já que as bactérias presentes nas fezes inconsistentes têm mais facilidade para entrar na vagina e na uretra.

3. Pedras nos rins

Qualquer obstrução nos rins ou no sistema urinário pode aumentar o risco de uma infecção urinária. Isso porque o bloqueio faz com que as bactérias não saiam através da urina com a frequência que deveriam, promovendo então a proliferação desses micro-organismos, sendo uma das causas da infecção urinária.

4. Segurar intencionalmente a urina

Deixar de ir ao banheiro quando se
tem vontade é quase tão ruim para o organismo quanto ter uma constipação ou
diarreia.

Segurar a urina por 6 horas ou mais aumenta a chance de uma infecção urinária, pois as bactérias encontradas na urina têm tempo extra para se proliferar.

5. Infecção da bexiga

A infecção da bexiga ou cistite é uma condição causada pela bactéria Escherichia coli, que é comumente encontrada no trato gastrointestinal.

6. Relações sexuais

As relações sexuais fazem com que as
regiões íntimas tenham contato com diversas bactérias do seu parceiro,
principalmente quando o ato é feito sem proteção adequada.

Além disso, os movimentos durante o sexo podem fazer com que bactérias presentes na própria vagina ou no ânus da mulher sejam transferidas para a uretra, podendo ser uma das causas da infecção urinária.

7. Controle de natalidade e má higiene durante a menstruação

Alguns métodos contraceptivos como o uso de diafragmas ou espermicidas podem favorecer a proliferação de bactérias. Até mesmo alguns métodos hormonais podem causar uma mudança nas bactérias saudáveis que habitam a vagina e elevar o risco de uma infecção.

Médicos afirmam que até mesmo usar
absorventes internos ou externos por muito tempo podem propiciar o crescimento
de bactérias.

8. Níveis altos de açúcar no sangue

Pessoas com diabetes descontrolada tendem a liberar excesso de açúcar pela urina, criando assim um ambiente que é favorável ao crescimento de bactérias. Isso faz com que seja muito mais fácil uma pessoa que não controla seus níveis de glicose no sangue contraia uma infecção no trato urinário.

9. Desidratação

Beber água é essencial para a saúde como um todo, além de contribuir para reduzir o risco de alguém desenvolver uma infecção urinária.

A desidratação faz com que nosso corpo produza menos urina e isso é muito prejudicial ao corpo, pois bactérias que precisam sair do organismo através do xixi ficam retidas, podendo ser uma das causas da infecção urinária.

Fatores de risco

Além das causas da infecção urinária já mencionadas acima, ainda há outros fatores de risco que aumentam as chances das mulheres de desenvolver a doença. São eles:

– Anatomia feminina

A mulher apresenta a uretra mais curta do que a do homem, e isso reduz a distância que as bactérias têm que percorrer até a bexiga, tornando a infecção urinária muito mais comum em mulheres do que em homens. Além disso, as distâncias entre a uretra e o ânus e entre a abertura uretral e a bexiga são muito curtas.

– Utilização de alguns contraceptivos

Como já mencionado, mulheres que
utilizam diafragmas ou agentes espermicidas como métodos de contracepção podem
ter um risco maior de ter infecções urinárias.

– Menopausa

A redução do hormônio estrogênio que acontece após a menopausa causa alterações no trato urinário, que o deixam mais vulnerável à infecção.

– Atividade sexual

Mulheres mais ativas sexualmente
tendem a ter mais infecções urinárias do que as outras devido ao risco de
contrair bactérias durante a relação sexual.

– Bloqueios no trato urinário

Além das pedras nos rins, um aumento na próstata ou outras obstruções que prejudicam a saída da urina podem aumentar o risco de infecção.

– Sistema imunológico suprimido

Indivíduos com doenças autoimunes
podem ter infecções urinárias com mais facilidade porque o sistema imunológico
não é capaz de combater os germes e bactérias com eficácia.

– Anormalidades no trato urinário

Bebês que nascem com anomalias no trato urinário e que, por isso, apresentam dificuldade para fazer xixi normalmente podem ter um risco mais alto de contrair infecções urinárias.

Cirurgia urinária recente

Pessoas que passaram por cirurgias no trato urinário têm uma chance maior de desenvolver uma infecção no trato urinário em relação às outras pessoas.

– Uso de cateter

Algumas pessoas têm dificuldade constante para urinar devido a algum problema de saúde como problemas neurológicos, por exemplo. Tais pessoas podem precisar usar um cateter no corpo para urinar. Embora isso facilite muito a vida dessas pessoas, isso também pode aumentar o risco de infecção urinária, já que o xixi fica retido em uma espécie de tubo em que pode ocorrer crescimento bacteriano até o mesmo ser esvaziado.

– Gravidez

Mulheres grávidas têm um risco maior
de ter infecção urinária.

Cuidados e dicas

Não subestime uma infecção urinária,
pois apesar de ser comum e inofensiva na maioria dos casos, o tratamento é
essencial para que não ocorram complicações como:

  • Infecções recorrentes;
  • Sepse;
  • Estresse uretral;
  • Danos renais permanentes;

O tratamento pode incluir o uso de antibióticos
para eliminar as bactérias que estão causando a infecção. Também pode ser
recomendado o uso de medicamentos analgésicos para reduzir a dor.

Para ajudar no tratamento e também para prevenir a ocorrência de novas infecções urinárias, seguem as seguintes dicas:

  1. Beba muitos líquidos: Beber água e outros líquidos saudáveis é essencial para evitar a desidratação e garantir um bom fluxo de urina, permitindo então a saída de bactérias que o corpo não precisa mais.
  2. Consuma cranberry: Alguns estudos ainda inconclusivos sugerem que o cranberry pode ser útil na prevenção da infecção urinária. Apesar de não haver certeza sobre essa afirmação, sabe-se que o cranberry é um fruto extremamente nutritivo e que não fará mal nenhum.
  3. Altere o método de contracepção: Prefira outros métodos contraceptivos no lugar de diafragmas e espermicidas, que podem propiciar o crescimento de bactérias.
  4. Mantenha a higiene: Para evitar a contração de infecção urinária, tenha cuidado especial com a higiene. Ao limpar o ânus após a evacuação, por exemplo, tenha a cautela de limpar o local da frente para trás, evitando assim que bactérias do mesmo sejam trazidas para a vagina de forma não intencional.
  5. Esvazie a bexiga após relações sexuais: Especialistas indicam que urinar dentro de 30 minutos após uma relação sexual pode reduzir o risco de uma infecção urinária, já que algumas bactérias indevidamente presentes no local podem ser eliminadas junto com a urina.
  6. Evite produtos irritantes: Tente não usar produtos cosméticos na região vaginal, a menos que sejam indicados por um médico. Tais produtos podem irritar a uretra ou alterar a microflora vaginal normal, propiciando um ambiente favorável para o crescimento de bactérias que causam a infecção urinária.
  7. Não segure a urina: Se você sentir vontade de urinar, faça assim que possível. Não fique segurando a vontade ou esperando a bexiga estar mais cheia para ir ao banheiro, pois isso pode acumular bactérias no trato urinário e facilitar o surgimento de uma infecção.

Dicas finais

Apesar de ser desconfortável ter uma
infecção urinária, o problema geralmente é resolvido dentro de 48 horas após
iniciar o tratamento com o antibiótico indicado pelo médico.

Em casos mais leves, apenas manter uma higiene adequada, alimentar-se bem e seguir as outras dicas faz com que seu próprio sistema imunológico consiga combater a infecção por si só. Mas não fique esperando o problema piorar para buscar apoio médico. Se notar que os sintomas estão piorando ou ficando mais intensos, procure um médico, pois provavelmente será necessário intervir com antibióticos para tratar o problema.

Se as suas infecções urinárias são
recorrentes, é interessante realizar um check-up para verificar como anda a
saúde do seu sistema urinário e evitar novas infecções e complicações de saúde.

Referências Adicionais:

Você já foi diagnosticado por conta de uma dessas causas da infecção urinária? Qual tratamento foi recomendado pelo seu médico? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading…





Fonte do Artigo

Anúncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here