Como Plantar Tomate-Cereja em Casa – 13 Passos e Cuidados

0
48


Aprenda como plantar tomate-cereja em casa com o passo a passo do plantio e do cultivo e maiores cuidados para se tomar e ter melhores resultados.

O tomate-cereja é uma variedade pequenina do nosso já velho conhecido tomate, que possui um sabor mais adocicado e menos ácido do que outras versões da fruta, e pode aparecer nas cores vermelho, amarelo, rosa, laranja, branco e preto.

Além das clássicas receitas de salada de tomate-cereja light, o alimento também pode ser utilizado para acompanhar espaguetes e em receitas de petiscos, salteados, pizzas, patês, suflês, tortas, molhos, sucos, compotas e doces, por exemplo. Ele também pode ser útil para quem procura como fazer molho de tomate natural caseiro e light.

A versão pequenina do tomate serve como fonte de nutrientes exigidos pelo nosso organismo para funcionar corretamente como: fibras, potássio, ferro, vitamina A e vitamina C, ao mesmo tempo em que apresenta 27 calorias em uma porção correspondente a uma xícara.

13 passos de como plantar tomate-cereja em casa

Ter os próprios tomates-cereja na horta de casa pode ser bastante cômodo na hora de utilizar a fruta em suas receitas, já que isso permite que a pessoa não precise se locomover a lugar algum para correr atrás do ingrediente.

Anúncio
Liberdade Financeira de Verdade!

Por outro lado, é preciso tomar bastante cuidado e saber como plantar tomate-cereja em casa de uma forma correta, saudável e segura, para poder aproveitar o sabor e os nutrientes do alimento.

Conheça então alguns passos abaixo que ensinam como plantar tomate-cereja em casa. Vamos nessa?

1. Conhecer as condições ideais para o cultivo do tomate-cereja

O cultivo do tomate-cereja é favorecido pelo clima fresco e seco e pela alta luminosidade. A faixa de temperatura considerada ideal é de 20º C a 25º C durante o dia e de 11º C a 18º C durante a noite. Na região Sul do Brasil, o tomate-cereja pode ser plantando entre os meses de agosto e fevereiro, porém, é necessário evitar as regiões onde ocorrem geadas.

Já nas outras regiões do Brasil, o cultivo pode ser feito ao decorrer de todo o ano.

Outra observação importante é que os tomates-cereja devem ser plantados em um local que recebe no mínimo oito horas de luz solar diariamente, pois se a planta não receber uma quantidade suficiente de luz solar vai murchar e não será capaz de produzir bons frutos. Além disso, ela não pode ser encoberta por outras plantas.

2. A escolha das mudas e sementes

O primeiro passo de como plantar tomate-cereja em casa é comprar as suas mudas ou sementes. O cultivo a partir das mudas produz frutas de maneira bem mais rápida do que o cultivo a partir das sementes.

Não se costuma encontrar mudas ou sementes do tomate-cereja em agropecuárias. Por isso, ensinamos como produzir as suas próprias sementes da fruta. Confira o passo a passo:

  1. Selecionar bons frutos de tomate-cereja bem desenvolvidos e maduros, retirar a sua polpa junto com as suas sementes e colocar em um recipiente em temperatura ambiente ao longo de dois dias;
  2. Após isso, com o auxílio de uma peneira, lavar as sementes debaixo da água corrente. Colocar as sementes para serem secadas em papéis-toalha ou folhas de jornal durante alguns dias, mexendo de vez em quando para que elas não embolem. Armazenar dentro de um recipiente fechado na geladeira.

3. Outros equipamentos necessários

Além das mudas ou sementes, recomenda-se arranjar uma gaiola para tomates ou estacas de madeira para apoiar as vinhas do tomate-cereja quando elas começarem a ficar mais longas, já que elas crescem de maneira veloz.

Se optar por uma gaiola, escolha a maior versão de metal que encontrar. As gaiolas de vinil ou plástico não devem ser utilizadas porque esses materiais são tóxicos para as plantas e podem fazer com que elas sejam expostas ao chumbo. A gaiola precisa ser grande devido ao fato das vinhas crescerem muito rápido – no caso de uma gaiola menor, elas poderiam ultrapassar bem rapidamente o equipamento.

Enquanto as vinhas precisam ser amarradas ao redor das estacas conforme crescem, não existe a necessidade de fazer isso quando se trata das gaiolas de metal. As gaiolas e estacas também podem ser utilizadas juntas – neste caso, recomenda-se posicionar as estacas no centro das gaiolas.

É importante manter as plantas acima do solo para promover a circulação do ar, o que deixa os frutos mais limpos e saudáveis.

Além do jardim, os tomates-cereja também podem ser plantados em um vaso ou balde, porém, o ideal é que o recipiente seja capaz de armazenar entre 15 litros a 30 litros.

4. Terra ou solo fértil

Você pode comprar a terra ou plantar os seus tomates-cereja em um solo fértil. Para quem plantar em vasos, recomenda-se não utilizar a terra do jardim porque a terra de fora pode transferir pragas e doenças para o vaso. No caso do vaso, a orientação é comprar marcas conhecidas e muito usadas terra vegetal orgânica e adquirir uma caixa de 20 litros para começar.

Já para quem optar pelo solo fértil, vale a pena saber reconhecer um solo fértil: ele é normalmente mais escuro e se quebra quando é segurado, enquanto um solo não fértil forma grumos.

5. O teste do solo

Para quem optar por plantar o tomate-cereja em um jardim, é necessário fazer um teste com o solo do local escolhido no mínimo duas semanas antes de começar o plantio para saber se é preciso fazer alterações no pH, no nível de nutrientes e a aragem do solo.

Mas como fazer esse teste? A recomendação é fazer um buraco de 15 cm a 25 cm no local onde os tomates-cereja serão plantados. Para o teste da aragem, a dica é tirar um torrão do tamanho de uma lata de achocolatado e quebrá-lo em pedaços de tamanhos diferentes com os dedos.

O solo com a aragem adequada deve ser feito pedaços de tamanhos diferentes, sem estar muito farinhento ou aglomerado após a realização do teste.

Para testar o nível de nutrientes, a orientação é procurar por organismos vivos no solo – observe durante quatro minutos e, então, conte quantos deles aparecem por lá. Isso porque um solo saudável possui seres vivos como insetos, minhocas, centopeias e aranhas. A presença de menos de 10 organismos vivos indica que o solo pode não ser o ideal.

Há ainda o teste do pH do solo. Para fazê-lo, é necessário adquirir um kit de teste para checar o pH do solo, que pode ser comprado em lojas de artigos de jardinagem. Depois, é só pegar um pouco do solo escolhido para o plantio, colocar dentro de um recipiente de plástico ou de vidro e seguir as instruções do kit.

6. Preparando a plantação

Para quem decidir plantar os tomates-cereja em um vaso é necessário verificar se ele possui locais por onde a água possa escapar como buracos no fundo para a drenagem. Caso o seu vaso não possua, você deve fazer furos de 5 mm a 10 mm de diâmetro, separados por poucos centímetros, ao redor do fundo do vaso, além de alguns buracos na parte do centro também.

Se o vaso for permanecer dentro de casa ou na varanda, será necessário colocar um prato embaixo do recipiente para impedir o vazamento da água.

No caso do plantio em um jardim, podem ser necessárias algumas preparações prévias, conformes os resultados do teste do solo apresentado acima. Para quem resolver plantar no jardim, é preciso lembrar-se de escolher uma área que receba sol constantemente, além de adicionar um pouco de adubo ao solo antes de dar início ao plantio.

7. Colocando a gaiola no vaso

Para quem escolheu plantar em vasos, chegou a hora de colocar a gaiola. Já para quem optou por usar estacas ou fazer o plantio ao ar livre, não há a necessidade de colocar os acessórios antes do plantio.

Mas para quem vai trabalhar com o vaso e a gaiola, as recomendações são: não colocar a mistura de terra vegetal no vaso antes de colocar a gaiola – no lugar disso, pôr a extremidade pontuda gaiola no vaso e, só depois, preencher com a terra.

8. Adicionando a terra vegetal

A terra deve ser colocada no recipiente escolhido e regada, com o auxílio de uma xícara ou regador até ficar úmida. Então, preencher com mais terra até ela atingir aproximadamente 1,5 cm abaixo da borda do recipiente. A superfície do solo deve ficar nivelada.

9. Cavar buraquinhos no solo

Para quem plantar os tomates-cereja em um vaso, é necessário cavar um buraquinho no centro do solo localizado dentro do vaso, com apenas alguns centímetros de profundidade. Depois, o solo removido deve ser utilizado para cobrir o buraco. Após cobrir, a superfície deve estar nivelada.

Já se o método escolhido for o plantio de várias mudas em um jardim, a recomendação é cavar buracos com uma distância de 60 cm entre eles. As plantas devem ser colocadas nesses buraquinhos. Vale destacar que as mudas exigem ser inseridas de modo fundo o suficiente para que apenas quatro ou cinco folhas fiquem para fora quando o buraco for coberto.

10. Colocando a gaiola ou estacas no jardim

Para quem escolheu plantar no jardim, é a vez de colocar a gaiola ou a estaca. No caso da gaiola, a extremidade pontuda deve ser posicionada ao redor da área plantada e as mudas devem ficar no meio da gaiola.

Já se a escolha for pelas estacas, recomenda-se aguardar as sementes brotarem para colocá-las. Elas deverão ser posicionadas a 7,5 cm das mudas e prendidas no solo com o auxílio de um martelo.

É importante não esperar a planta estar maior para colocar a gaiola ou as estacas porque isso pode danificar a planta.

11. Hora de cuidar da planta

As plantas devem ser regadas a cada dois ou três dias e o solo deve ficar úmido o tempo todo. Se em algum momento ele secar, a recomendação é regá-lo até que fique novamente úmido. Porém, ele deve parecer saturado, não encharcado.

Outra indicação é utilizar um fertilizante orgânico uma vez por semana, sob a justificativa de que o produto fornece os nutrientes necessários ao crescimento da planta. Ele deve ser aplicado nos primeiros centímetros do solo com o auxílio dos dedos ou de um garfo de plástico e mantido a alguns centímetros de distância do caule da planta.

No entanto, como as instruções de aplicação variam conforme cada produto, você deve seguir as orientações referentes ao produto que escolheu.

Aconselha-se comprar marcas conhecidas de fertilizantes orgânicos, que liberam os nutrientes mais devagar do que os fertilizantes químicos. Embora um fertilizante químico seja mais barato do que o orgânico, o seu uso traz o risco de queimar as raízes.

Outro cuidado que não pode passar batido é o da poda. A recomendação é podar a planta de vez em quando, com o auxílio de uma tesoura de poda pequena, quando ela estiver maior. Isso deve ser feito quando os brotos e os ramos começarem a crescer mais longe do caule quando as colhas tiverem uma aparência de secas ou mortas.

Os ramos que saírem dos buracos da gaiola também devem ser empurrados para trás, para evitar que a planta caia.

12. De olhos nas pragas e doenças

Os fungos costumam representar o maior problema para quem busca como plantar tomate-cereja em casa. A infestação de fungos pode causar sintomas como folhas amareladas, com manchas de mofo e pontos escuros, porém, os caules também podem ser afetados.

Caso perceba esses sinais na sua planta de tomate-cereja, a orientação é tirar as folhas imediatamente e borrifar um fungicida (de marca boa) na planta. Porém, se o fungo se espalhar por toda a planta, não será possível salvá-la.

Como os fungos podem sobreviver anos no solo, caso haja um problema recorrente com eles nas plantas de tomate-cereja, o conselho é retirá-las do solo e plantar algo diferente como uma flor no local onde ela se encontrava.

Para evitar uma infestação de fungo, uma dica é regar as plantas de manhã e diretamente no solo, já que a rega das folhas, principalmente mais tarde ao longo do dia, incentiva o desenvolvimento de fungos.

A planta também pode ser atacada por outras pragas como besouros-da-batata e maria-fedidas. A instrução para lidar com eles é retirar com as mãos ou usar um inseticida natural para afastá-los.

13. A colheita

Enquanto as mudas florescem em cerca de um mês, as sementes levam duas semanas a mais para chegar a esse ponto. O que acontece é que as flores vão virar frutinhas verdes e os tomates-cereja maduros poderão ser colhidos algumas semanas depois do surgimento delas.

Os frutos de tomate-cereja deverão sair facilmente dos ramos e as suas vinhas não podem ser puxadas ou torcidas na hora de colhê-los. Recomenda-se colher diariamente os frutos individuais do tomate-cereja da vinha.

Os tomates-cereja recém colhidos devem ser armazenados em temperatura ambiente porque apodrecem ao serem colocados na geladeira.

Você busca como plantar tomate-cereja em casa para ter alimentos orgânicos e saudáveis à disposição? Conhece alguém que já fez isso? Comente abaixo!

rating_on Como Plantar Tomate-Cereja em Casa - 13 Passos e Cuidadosrating_on Como Plantar Tomate-Cereja em Casa - 13 Passos e Cuidadosrating_on Como Plantar Tomate-Cereja em Casa - 13 Passos e Cuidadosrating_on Como Plantar Tomate-Cereja em Casa - 13 Passos e Cuidadosrating_on Como Plantar Tomate-Cereja em Casa - 13 Passos e Cuidados (1 votos, média: 5,00 de 5)
rating_on Como Plantar Tomate-Cereja em Casa - 13 Passos e CuidadosLoading…



Fonte do Artigo
Tag:
#emagrecimento #dieta #emagrecer #fitness #saude #vidasaudavel #reeduca #nutricao #fit #foco #alimentacaosaudavel #lowcarb #treino #oalimentar #gym #academia #emagrecercomsaude #nutricao #dietasemsofrer #comidadeverdade #foconadieta #alimenta #perderpeso #qualidadedevida #hipertrofia

Anúncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here