Dia do Doador de Sangue: confira um guia sobre como fazer a boa ação

0
1877


Anúncio

Desde que a pandemia começou, os bancos de sangue ao redor do país tiveram duras quedas em seus estoques — cidades como Guarulhos, em São Paulo, relataram 90% de baixa no número de doadores. Isso se deu devido às medidas de restrições sociais impostas pelos estados, somadas ao medo da população de sair de casa para ir aos centros, uma vez que muitos deles ficam em hospitais. Por isso, no Dia do Doador de Sangue (25/11), resolvemos fazer um guia sobre como doar sangue com segurança!

A médica Ana Carrijo, do Banco de Sangue de São Paulo, conta que, por lá, eles têm trabalhado com uma média de estoques sanguíneos 35% abaixo do ideal. Mas já passaram por fases piores. “O início foi bem ruim, as pessoas não vinham doar porque estavam isoladas em casa. Tivemos que adotar uma força-tarefa para ir às mídias e redes sociais pedir contribuições e desmistificar alguns tabus a respeito do procedimento.”

Por conta do novo coronavírus, muitas cirurgias e tratamentos médicos foram adiados, o que diminui a demanda por sangue. Agora, com a doença um pouco mais controlada, a tendência é que ela volte a aumentar — por isso a necessidade de mobilizar amigos, familiares e colegas para fazer a boa ação. “Precisamos de todos os tipos sanguíneos. Mas os mais raros geralmente são os que temos em menores quantidades (O e A negativos)”, diz a médica.

Como doar sangue: requisitos necessários

“O mais importante é que o candidato compareça de forma genuinamente voluntária, empenhado em realizar essa gentileza. Ele deverá estar descansado e bem alimentado, em posse de um documento original com foto, e em boa situação de saúde”, recomenda o hematologista André Larrubia, do Banco de Sangue da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo.

Ele explica que antes da doação, é realizada uma entrevista para saber se houve sintomas como gripe ou febre nos últimos dias. Bem como sobre o uso de medicamentos, viagens, tatuagens e piercings. Confira os requisitos completos:

Continua após a publicidade
  • Apresentar um documento oficial com foto (RG, CNH, etc.) em bom estado de conservação;
  • Ter entre 16 e 69 anos — desde que a primeira doação seja realizada até os 60 anos (menores de idade precisam de autorização e presença dos pais no momento da doação);
  • Estar em boas condições de saúde;
  • Pesar no mínimo 50 kg;
  • Não ter feito uso de bebida alcoólica nas últimas 12 horas;
  • Após o almoço ou ingestão de alimentos gordurosos, aguardar 3 horas. Não é necessário estar em jejum;
  • Se fez tatuagem e/ou piercing: aguardar 12 meses. Exceto para região genital e língua (12 meses após a retirada);
  • Se passou por endoscopia ou procedimento endoscópico, aguardar 6 meses;
  • Não ter tido gripe ou resfriado nos últimos 30 dias;
  • Não ter tido Sífilis, Doença de Chagas ou AIDS;
  • Não ter diabetes em uso de insulina;
  • Candidatos que apresentaram sintomas de gripe e/ou resfriado devem aguardar 30 dias após cessarem os sintomas para realizar doação de sangue;
  • Candidatos que viajaram para o exterior devem aguardar 14 dias após a data de retorno para realizar doação de sangue;
  • Candidatos à doação de sangue que tiveram contato, nos últimos 30 dias, com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico e/ou laboratorial de infecções pelos vírus SARS, MERS e/ou 2019-nCoV, bem como aqueles que tiveram contato com casos suspeitos em avaliação, deverão ser considerados inaptos pelo período de 14 dias após o último contato com essas pessoas;
  • Candidatos à doação de sangue que foram infectados pelos SARS, ERS e/ou 2019-nCoV, após diagnóstico clínico e/ou laboratorial, deverão ser considerados inaptos por um período de 30 dias após a completa recuperação (assintomáticos e sem sequelas que contraindique a doação).

Como doar sangue: procedimento

como-doar-sangue-2 Dia do Doador de Sangue: confira um guia sobre como fazer a boa ação
simon2579/Getty Images

O processo todo é rápido, e dura cerca de 40 minutos — desde o cadastro e entrevista até o lanchinho pós-doação (a coleta propriamente dita gira em torno de 15 minutos). O volume retirado pode variar de acordo com o peso e o gênero do doador, mas nunca ultrapassa o máximo de 460 ml. “Em poucos dias, tudo o que é retirado é reposto pelo organismo. Homens podem fazer a cada dois meses (mas no máximo quatro vezes ao ano). Já as mulheres a cada três meses (máximo três vezes por ano) por conta do ciclo menstrual”, ressalta Ana Carrijo.

Uma única doação é capaz de ajudar mais de um paciente, e pode ser espontânea (não visando nenhuma pessoa específica) ou diretamente para alguém que está precisando. “Após a retirada do que chamamos ‘sangue total’, é realizado um procedimento chamado ‘fracionamento’ — em que podem ser produzidos concentrados de hemácias, de plaquetas, plasma e crioprecipitado”, afirma André Larrubia.

Alguns bancos, atualmente, estão exigindo o agendamento prévio antes da doação para evitar aglomerações, mas outros não. Vale consultar cada caso e já checar o horário de funcionamento.

Como doar sangue: recomendações do que fazer antes e depois

Apesar de não ser permitido comer por três horas antes da coleta, não é recomendado que você vá para o banco em jejum desde a noite anterior. “Muita gente confunde com os exames de sangue. Mas o ideal é fazer uma refeição leve sem alimentos gordurosos e ingerir bastante água”, aconselha a médica.

Exercícios físicos antes do procedimento são liberados, mas as bebidas alcoólicas proibidas pelo menos 24 horas. “Precisa ter tido uma boa noite de sono. Se você trabalha em alguma profissão de risco — policial, piloto de avião, segurança… — a gente pede que não venha diretamente depois do expediente.”

Após o procedimento, você pode sentir uma leve sonolência. A médica diz que os casos de doadores que passam mal e até desmaiam são muito raros, justamente por conta dos lanchinhos oferecidos. Mas é preciso ajudar o corpo: beber bastante líquido para ele conseguir repor o volume perdido, não fumar por algumas horas e evitar atividades físicas e trabalho pesado no dia. Pronto, agora é só ajudar o próximo!

  • Continua após a publicidade



  • Fonte do Artigo
    Tag:
    #emagrecimento #dieta #emagrecer #fitness #saude #vidasaudavel #reeduca #nutricao #fit #foco #alimentacaosaudavel #lowcarb #treino #oalimentar #gym #academia #emagrecercomsaude #nutricao #dietasemsofrer #comidadeverdade #foconadieta #alimenta #perderpeso #qualidadedevida #hipertrofia

    Anúncio

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your comment!
    Please enter your name here