Grávida Pode Andar de Moto? Traz Riscos?

0
100


Um dia a mulher está seguindo sua rotina normalmente, indo e voltando do trabalho na sua moto até que recebe a notícia que está esperando um neném, mas não sabe se grávida pode andar de moto.

Será que entre todas as mudanças e cuidados que a gestação exige, ela também precisará deixar de andar de moto? Ou uma grávida pode fazer isso sem maiores preocupações?

Depois que tirar as suas dúvidas a respeito disso, aproveite para saber mais a respeito de outro questionamento que pode assombrar uma gestação – se a grávida pode malhar.

Uma mulher grávida pode andar de moto? Ou isso traz riscos?

A médica de família e comunidade Nicole Geovana afirmou que uma mulher grávida pode andar de moto. No entanto, não sem algumas ressalvas e cuidados.

“A mulher grávida pode andar de moto durante todo o período da gestação. Os cuidados devem ser tomados, assim como o uso obrigatório do capacete. Caso a gestante perceba alguma limitação de movimento para dirigir a moto, ela deve considerar usar outro veículo de transporte. Caso a mulher tenha alguma contraindicação médica, ela deve tomar as medidas recomendadas”, explicou a médica.

Anúncio
Liberdade Financeira de Verdade!

Ou seja, o mínimo necessário é que a gestante não tome a decisão por conta própria e consulte o médico que acompanha a sua gravidez para saber se realmente deve andar de moto ao longo da sua gestação e conhecer todos os cuidados que precisa tomar caso a atividade seja liberada pelo profissional. Até porque não são todos os especialistas que defendem que a grávida pode andar de moto.

Mesmo sem contraindicações formais pode ser mais seguro evitar

É o que recomendou uma matéria a respeito do assunto. A médica obstetra Cláudia Magalhães advertiu que a gestante necessita ter em mente que os acidentes de moto são relativamente comuns e uma queda mesmo em velocidade reduzida podo colocar a vida do neném em risco.

Falando em arriscar a vida do bebê, aproveite para conhecer aqui os alimentos que podem fazer mal ao bebê por serem considerados abortivos.

Magalhães não está errada ao salientar como os acidentes de moto podem acontecer com certa frequência. De acordo com o Governo do Estado de São Paulo, um balanço realizado pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo para o Maio Amarelo das 26,229 mil internações de pessoas envolvidas em acidentes de trânsito no ano de 2018, 86% ou 22,581 mil eram motociclistas.

Conforme o Governo de São Paulo essa tendência não vem de hoje: dados do ano de 2013 indicam que ocorreram 22,644 mil internações de pessoas envolvidas em acidentes de trânsito, das quais 18,608 mil ou 85% estavam relacionadas às motocicletas.

O médico obstetra Marcos Tadeu Garcia esclareceu que ao a mulher experimenta uma elevação em  peso corporal durante a gestação e uma mudança no seu eixo de equilíbrio, ao mesmo tempo em que as juntas e as articulações se tornam mais moles e suscetíveis a entorses.

Conforme a gravidez avança a mulher vai perdendo sua agilidade, o que pode atrapalhar na hora de pilotar ou até mesmo subir e descer da garupa de uma moto.

Qualquer queda pode resultar em uma ocorrência grave tanto para a gestante quanto para o seu neném, o que pode incluir o deslocamento da placenta e outros traumas, por exemplo.

O médico obstetra Eduardo Vieira de Motta também fala a respeito da pilotagem de moto ao longo da gravidez e adverte que o grande problema de andar de moto enquanto gestante é justamente o perigo de queda.

Ao sofrer uma queda, a futura mamãe aumenta os riscos de quebrar a bacia e perder o seu neném. Pior ainda se o acidente acontecer no final da gestação: o útero cheio de sangue piora um quadro de hemorragia.

Ao responder esse mesmo questionamento se a grávida pode andar de moto, o médico obstetra e ginecologista Rufus Harold Holbrook afirmou que desde que a velocidade e a superfície onde a mulher pilota sejam bem conservadoras, que a futura mamãe seja uma motociclista experiente, que não ocorram impactos entre a motorista e o solo e que não haja grandes batidas e buracos na estrada, não espera-se que o ato de andar de moto provoque qualquer efeito na gestante.

No caso de precisar andar de moto enquanto grávida, além de estar sempre em baixa velocidade, a mulher deve utilizar sempre os equipamentos de segurança e proteger bem a sua barriga,.

“Entretanto, se ela pilotar e então ver sangramento, ela nunca vai acreditar que a viagem (na moto) não teve nada a ver com isso. Então, essa é uma daquelas coisas que é melhor deixar para fazer depois da gravidez”, aconselhou o médico obstetra e ginecologista Holbrook.

Até porque é um tanto quando difícil reunir todas as condições ideais mencionadas pelo especialista para garantir a segurança da futura mamãe enquanto ela anda de moto, não é mesmo? Isso sem contar que muitos fatores de perigo não dependem somente dela, mas também dos outros motoristas que estiverem no trânsito, o que é impossível de controlar.

Além de saber se uma mulher grávida pode andar de moto

A futura mamãe necessita contar com o acompanhamento individualizado com o médico a partir do momento em que descobrir que está esperando um neném para conhecer direitinho todos os cuidados que necessitará ter a partir de então, o que inclui saber tudo o que pode ou não pode fazer ao longo de sua gestação e tirar dúvidas outras dúvidas que podem surgir como se a grávida pode fazer dieta ou como não engordar demais na gestação.

Esse acompanhamento realmente precisa ser individualizado porque o que funciona e é seguro para uma gestante pode não funcionar ou ser perigoso para a outra, uma vez que cada mulher pode apresentar diferentes características em sua saúde e organismo, além de diferentes graus de risco em sua gravidez, que exigem cuidados diferentes para que a gestação evolua até o final conforme o esperado.

Tenha em mente que este artigo serve unicamente para informar e jamais pode substituir as recomendações qualificadas e profissionais de um médico. 

Fontes e Referências Adicionais:

Você já se perguntou se grávida pode andar de moto? Conhece alguém que já passou por isso? Comente abaixo!

rating_on Grávida Pode Andar de Moto? Traz Riscos?rating_on Grávida Pode Andar de Moto? Traz Riscos?rating_on Grávida Pode Andar de Moto? Traz Riscos?rating_on Grávida Pode Andar de Moto? Traz Riscos?rating_on Grávida Pode Andar de Moto? Traz Riscos? (1 votos, média: 5,00 de 5)
rating_on Grávida Pode Andar de Moto? Traz Riscos?Loading…



Fonte do Artigo
Tag:
#emagrecimento #dieta #emagrecer #fitness #saude #vidasaudavel #reeduca #nutricao #fit #foco #alimentacaosaudavel #lowcarb #treino #oalimentar #gym #academia #emagrecercomsaude #nutricao #dietasemsofrer #comidadeverdade #foconadieta #alimenta #perderpeso #qualidadedevida #hipertrofia

Anúncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here