Olho de Peixe no Pé – O Que é e Melhor Tratamento

0
11


O olho de peixe é uma espécie de verruga que surge na planta
dos pés. Geralmente, elas não causam dor, mas podem causar um certo desconforto
quando você anda, além do desconforto estético de ter uma verruga.

Vamos falar sobre as características do olho de peixe no pé e mostrar quais são os possíveis tratamentos para eliminar esse problema.

Olho de peixe no pé – O que é

O olho de peixe é um tipo de verruga
que aparece na planta do pé. As verrugas são uma infecção da pele causada pelo
papilomavírus humano ou HPV. Esse vírus entra no corpo por meio de uma ruptura
ou lesão na pele e dá origem a uma superfície áspera que quando afeta o pé, é
conhecida como olho de peixe. Existem mais de 100 tipos de vírus HPV, mas os
que são responsáveis por causar olho de peixe no pé são os tipos 1, 2, 4, 60 e
63.

A verruga pode surgir em qualquer pessoa, mas ela é mais comum entre as crianças e jovens, já que elas costumam sofrer muitos arranhões e cortes durante a infância e não têm um sistema imunológico totalmente desenvolvido, permitindo que o vírus entre no corpo com mais facilidade. Pessoas com sistema imunológico enfraquecido também têm um maior risco de ter um olho de peixe no pé.

O olho de peixe é contagioso. O contágio se dá através do contato direto com a verruga ou com algum item pessoal que esteve em contato com ela, como uma toalha. Além disso, o vírus se prolifera em ambientes quentes e úmidos, o que pode fazer com que ele se espalhe por meio do piso ao redor de piscinas ou de vestiários em que alguém contaminado pisou.

Chamada também de verruga plantar, o
olho de peixe costuma afetar as partes da sola do pé que são mais pressionadas
durante o caminhar. Por causa da pressão, elas são geralmente planas ou crescem
para dentro. Elas só causam dor quando crescem muito ou se aprofundam na pele.
Além disso, pode surgir apenas um olho de peixe ou vários de uma vez só.

Causas e sintomas

O olho de peixe é causado pelo vírus
HPV e a condição pode ser adquirida de 2 formas: através da entrada do vírus no
organismo por meio de um corte, ferida, rachadura ou lesão no pé ou por meio do
contato direto com o pé de um portador do vírus ou com objetos pessoais dele ou
ainda por meio do contato com ambientes contaminados como vestiários de
academia, por exemplo.

Vale ressaltar que o contágio não se dá por qualquer tipo de contato com a pessoa que tem olho de peixe. É preciso compartilhar algum objeto que a pessoa tenha usado na verruga ou que você toque o pé da pessoa sem lavar as mãos em seguida.

Os sintomas de olho de peixe são
muito fáceis de identificar. Em geral, a pessoa vai sentir a sensação de ter
uma pedra no sapato e a princípio é comum confundir um olho de peixe no pé com
um calo.

Além disso, as verrugas no pé têm a pele mais dura e grossa e podem doer quando são comprimidas ou apertadas. Alguns olhos de peixe também apresentam alguns pontos pretos na superfície da verruga devido à dilatação dos vasos sanguíneos.

Assim, os principais sintomas de
olho de peixe no pé são:

  • Pele dura e espessa em um ponto
    definido na pele da sola do pé;
  • Sensibilidade para caminhar;
  • Presença de lesão na sola do pé ou
    no calcanhar que interrompe ou mudas as linhas normais presentes no local;
  • Pontos pretos que representam vasos
    sanguíneos coagulados na verruga;
  • Crescimento pequeno, carnudo e
    áspero na parte debaixo do pé, no ante pé, na base dos dedos ou no calcanhar.

Tratamento

Existem muitas dúvidas em relação a como tratar um olho de peixe da forma adequada sem correr o risco de espalhar as verrugas. Antes de qualquer coisa, é essencial manter o local bem higienizado e sempre lavar muito bem as mãos com água morna e sabão após colocar as mãos nos pés, já que a falta de higiene pode causar verrugas também nas palmas das mãos.

– Cremes, pomadas e medicamentos

Há cremes específicos em farmácias que prometem “queimar” o
olho de peixe. Também há vários medicamentos para esse fim e outros que atuam
estimulando o sistema imunológico para combater a infecção.

A maioria deles é composto por uma concentração específica de ácido salicílico. No entanto, é importante consultar um médico ou farmacêutico para saber a forma correta de aplicar, evitando novos danos à pele.

– Curetagem

A curetagem é um termo médico que indica a raspagem cirúrgica para remoção de um corpo estranho como o olho de peixe no pé. É usado um equipamento para raspar e cortar a verruga sob o efeito de uma anestesia local leve.

Esse procedimento deve ser feito em uma clínica por um dermatologista ou médico capacitado, já que será preciso remover todo o olho de peixe e provavelmente alguns pontos serão necessários.

– Nitrogênio líquido

Em algumas clínicas, um profissional habilitado pode
congelar o olho de peixe com o uso de nitrogênio líquido. Tal procedimento é
chamado de crioterapia.

O congelamento facilita a remoção da verruga, principalmente daquelas que estão mais profundas e causam dor.

– Terapia a laser

Já existem em consultórios médicos e estéticos, tratamentos
a laser que consistem na queima dos vasos sanguíneos que alimentam a o olho de
peixe.

Algumas opções tratamentos caseiro para o olho de peixe estão descritos abaixo:

– Ácido salicílico

Neste tratamento caseiro, é preciso molhar o pé em água
morna, secar a região suavemente com uma toalha e usar uma pedra-pomes para
esfoliar levemente o local. É importante fazer essa limpeza com cuidado para
não machucar o pé.

Em seguida, é indicado aplicar vaselina na região ao redor
da verruga com o auxílio de um cotonete. Isso é feito para proteger a pele
saudável ao redor, mas não é uma etapa obrigatória se você tiver o cuidado de
aplicar o ácido apenas em cima da verruga.

Por fim, a última etapa consiste em aplicar o ácido salicílico apenas em cima do olho de peixe. Geralmente, é usado o ácido salicílico concentrado a 40%. Isso deve ser feito diariamente até que a verruga desapareça por completo.

Segundo a especialista Rachel Nazarian, dermatologista e membro da American Academy of Dermatology, o ácido salicílico aplicado topicamente vai lentamente dissolvendo a camada espessa de verrugas na planta do pé e após algumas semanas de tratamento a verruga desaparece.

– Vinagre de maçã

Alguns especialistas acreditam que o vinagre de maçã pode
ajudar a remover um olho de peixe. É recomendado colocar um pequeno chumaço de
algodão embebido em vinagre de maçã sobre a verruga e prendê-lo com um band-aid
ou com uma fita durante alguns dias.

Depois, basta remover e lavar a região que ao menos parte da verruga deve sair. O método pode ser repetido outras vezes para melhores resultados.

– Fita adesiva

No método da fita adesiva, a fita é usada para remover o
olho de peixe do pé através do seguinte procedimento.

Em primeiro lugar, o pé deve ser lavado em água morna e uma
pedra esmeril ou pedra-pomes deve ser usada para esfregar suavemente a camada
superior da verruga.

Em seguida, seque bem o pé e aplique um pedaço de fita
adesiva sobre o olho de peixe. Pressione bem a fita e cubra o local com um
curativo ou com uma bandagem para evitar que a fita se desprenda.

Deixe a fita colada no pé por 6 dias e observe para que ela não se descole. Se ela descolar, aplique um novo pedaço de fita adesiva assim que notar o descolamento.

Após os 6 dias de espera, retire a fita adesiva e mergulhe o
pé em água morna. A pele morta do olho de peixe ou pelo menos parte dela irá se
desprender na água.

Nem sempre o olho de peixe sai de uma vez nesse método,
assim é recomendado repetir o processo por até 2 meses ou até toda a verruga
desaparecer. Além disso, não é uma técnica que funciona para todas as pessoas.

Como curar um olho de peixe de forma
definitiva

O olho de peixe não é um grave problema de saúde e geralmente some sem precisar de tratamento. É possível tomar alguns cuidados para evitar que novos olhos de peixe apareçam ou procurar meios como os tratamento a laser para remover as verrugas em um consultório médico, mas segundo especialistas, o que realmente importa é a ação do sistema imunológico. Se ele não for capaz de identificar o vírus e atacá-lo, provavelmente a verruga irá voltar.

Isso quer dizer que os tratamentos indicados para remover o olho de peixe no pé não são efetivos se a irritação na pele causada por eles não “acordar” o sistema imunológico para combater a infecção.

Desta forma, é importante fortalecer o sistema imunológico por meio da prática de exercícios físicos com frequência e de uma alimentação nutritiva e equilibrada.

Outras medidas
preventivas para evitar que o olho de peixe se espalhe ou volte a surgir na
pele incluem:

  1. Não tentar espremer o olho de peixe com os dedos, pois isso pode espalhar a infecção;
  2. Evitar andar descalço próximo de piscinas e vestiários compartilhados;
  3. Evitar o contato direto com o olho de peixe (seu ou de outra pessoa), incluindo o cuidado de sempre lavar as mãos após tocar na sua própria verruga;
  4. Manter os pés limpos e secos;
  5. Verificar se sua manicure e pedicure esteriliza os equipamentos utilizados;
  6. Trocar de meias diariamente e usar tecidos que não acumulem suor;
  7. Não usar a mesma placa de esmeril, pedra-pomes ou cortador de unhas na região do olho de peixe em outras partes do corpo;
  8. Evitar compartilhar itens de higiene pessoal como alicates, cortadores de unhas e esponjas com outros membros da casa.

Ao tratar um olho de peixe, é preciso ter bastante paciência, já que a maioria dos tratamentos dura várias semanas e é importante ser consistente e persistente.

Apesar de não representar um grave risco à saúde, o olho de peixe no pé deve ser tratado, pois com o passar do tempo ele pode causar muita dor e prejudicar a sua postura, o que pode trazer complicações no futuro.

Referências Adicionais:

Você já teve um olho de peixe no pé alguma vez? Como foi o tratamento passado pelo dermatologista? Conseguiu tratar a condição? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votos, média: 5,00 de 5)
Loading…





Fonte do Artigo

Advertisement

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here