Toracocentese: o que é, qual a técnica e para que serve

0
18


A toracocentese é um procedimento realizado por um médico para retirada de líquido do espaço pleural, que é a parte entre a membrana que cobre o pulmão e as costelas. Este líquido é coletado e enviado para um laboratório para diagnosticar alguma doença, mas também serve para alívio de sintomas, como falta de ar e dor no peito, causados pelo acúmulo de líquido no espaço pleural.

Geralmente, é um procedimento rápido e que não requer muito tempo para recuperação, mas em alguns casos podem ocorrer vermelhidão, dor e vazamento de líquidos pelo local aonde é introduzida a agulha, sendo necessário comunicar o médico.

Para que serve

A toracocentese, também chamada de drenagem pleural, é indicada para aliviar sintomas como dor ao respirar ou falta de ar causados por algum problema pulmonar. Entretanto, este procedimento também pode ser indicado para investigar a causa do acúmulo de líquidos no espaço pleural.

Este acúmulo de líquido na parte de fora do pulmão é chamado de derrame pleural e acontece por causa de algumas doenças, como:

  • Insuficiência cardíaca congestiva;
  • Infecções por vírus, bactérias ou fungos;
  • Câncer no pulmão;
  • Coágulo sanguíneo no pulmão;
  • Lúpus eritematoso sistêmico;
  • Tuberculose;
  • Pneumonia grave;
  • Reações a medicamentos.

O clínico geral ou pneumologista pode identificar o derrame pleural através de exames como raio X, tomografia computadorizada ou ultrassom e pode indicar a realização da toracocentese por outros motivos, como por exemplo para realização de biópsia na pleura.

Anúncio
Liberdade Financeira de Verdade!

Como é feita

A toracocentese é um procedimento realizado no hospital ou clínica por um clínico geral, pneumologista ou cirurgião geral. Atualmente, é indicado a utilização de ultrassom no momento da realização da toracocentese, pois assim o médico sabe exatamente onde o líquido está se acumulando, mas em locais onde o uso do ultrassom não está disponível o médico se orienta pelos exames de imagem feitos antes do procedimento.

Geralmente, a toracocentese é feita em 10 a 15 minutos, mas pode demorar mais, se houver muito líquido no espaço pleural. Os passos do procedimento são:

  1. Retirar joias e outros objetos e colocar uma camisola do hospital com abertura nas costas;
  2. Será instalado aparelhos para medir os batimentos do coração e a pressão arterial, assim como, a equipe de enfermagem poderá colocar um tubo nasal ou máscara para garantir mais oxigênio aos pulmões;
  3. Ficar sentado ou deitado na beira de uma maca com os braços elevados, pois esta posição ajuda o médico a identificar melhor os espaços entre as costelas, que é onde ele vai colocar a agulha;
  4. É realizada uma limpeza da pele com produto antisséptico e aplicada uma anestesia no local em que médico irá furar com a agulha;
  5. Após a anestesia fazer efeito no local, o médico introduz a agulha e retira o líquido lentamente;
  6. Quando o líquido for removido, a agulha será retirada e será colocado um curativo no local.

Assim que o procedimento acabar, uma amostra do líquido é enviada para o laboratório e um raio X pode ser realizado para o médico ver os pulmões.

A quantidade de líquido drenado durante o procedimento depende da doença e, em alguns casos, o médico pode colocar um tubo para drenar mais líquidos, conhecido como dreno. Saiba mais sobre o que é dreno e os cuidados necessários.

Antes do término do procedimento são verificados sinais de sangramento ou vazamento de líquido. Quando não há nenhum destes sinais o médico faz liberação para casa, todavia é necessário avisar em caso de febre acima de 38°C, vermelhidão no local aonde foi introduzida a agulha, se houver sangue ou líquido vazando, falta de ar ou dor no peito.

Na maioria das vezes, não tem restrições na dieta em casa e o médico poderá pedir que algumas atividades físicas sejam suspensas.

Possíveis complicações

A toracocentese é um procedimento seguro, principalmente quando realizada com auxílio de ultrassom, mas algumas complicações podem acontecer e variam de acordo com a saúde da pessoa e o tipo de doença.

As principais complicações deste tipo de procedimento podem ser sangramento, infecção, edema pulmonar ou pneumotórax. Todavia, mesmo que raro, pode acontecer de causar alguma lesão no fígado ou baço.

Além disso, após o procedimento pode surgir dor no peito, tosse seca e sensação de desmaio, por isso é necessário sempre manter contato com médico que realizou a toracocentese.

Contra-indicações

A toracocentese é um procedimento que pode ser realizado para a maioria das pessoas, mas em alguns casos pode ser contra-indicada, como ter problemas de coagulação no sangue ou estar com alguma hemorragia.

Além disso, é necessário avisar o médico que vai fazer o exame em situações de gravidez, alergia a látex ou anestesia ou uso de medicamentos para afinar o sangue. Também deve-se seguir as recomendações realizadas pelo médico antes do procedimento como parar de tomar algum remédio, manter jejum e levar exames de imagem feitos antes da toracocentese. 





Fonte do Artigo
Tag:
#emagrecimento #dieta #emagrecer #fitness #saude #vidasaudavel #reeduca #nutricao #fit #foco #alimentacaosaudavel #lowcarb #treino #oalimentar #gym #academia #emagrecercomsaude #nutricao #dietasemsofrer #comidadeverdade #foconadieta #alimenta #perderpeso #qualidadedevida #hipertrofia

Anúncio

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here